Medo


Todo final de prática eu pergunto aos praticantes como eles sentiram a prática de Yin Yoga no próprio corpo e na própria mente. Um dia desses fui surpreendida pelo relato de um homem de aproximadamente 50 anos e me tocou:
“Eu: E aí, como foi a prática?
Praticante: Foi melhor do que eu esperava. Eu tinha medo de fazer Yoga e sofrer.
Eu: Por que você não tirou suas dúvidas comigo pelo WhatsApp?
Praticante: Porque sempre dizem que é bom e quando eu chego, sofro.”
Ele descobriu que o Yin Yoga é uma prática de relaxamento, de introspecção, de reintegração de corpo e mente, de equilíbrio mental, corporal e energético.
Descobriu que por mais que exista um desconforto na postura, o desconforto não dura eternamente, assim como tudo na nossa vida.
Então, se o objetivo do Yin Yoga não é emagrecer, não é ficar musculosa, não é chegar em algum patamar, porque fazer a prática de Yin Yoga?
Nós vivemos uma vida muito agitada (yang), até sem querer. Somos bombardeados com estímulos visuais, auditivos, táteis que nossos sentidos recebem e, por mais que não sejam apreendidos pela nossa atenção, eles passam pela nossa mente e isso causa cansaço.
O Yin Yoga te faz trazer a atenção para o corpo e, com isso, você acomoda a mente e a leva para o seu estado natural: quieta, vigilante e relaxada. Você descansa profundamente acordado. É esse o objetivo: relaxar profundamente o corpo e a mente e restabelecer o equilíbrio mental e energético.
Que bom que ele teve coragem de testar no próprio corpo e ver esses benefícios!